Arquivos da categoria: foram

Semana de moda sustentável quer conscientizar o consumo no Brasil

Brasil Eco Fashion Week (Foto: Agência Fotosite)Brasil Eco Fashion Week (Foto: Agência Fotosite)

Não é mais um modismo e nem uma tendência passageira. A pauta sustentabilidade é uma necessidade e veio para ficar. É preciso aprender mais sobre o assunto, entender que as nossas escolhas diárias contam e se comprometer com a causa. E foi assim, se propondo a caminhar de mãos dadas com o consumidor, debatendo os problemas, explorando os caminhos atuais e futuros que aconteceu, no final de novembro no Unibes Cultural, a primeira semana de moda sustentável do país, a Brasil Eco Fashion Week, que montou sua programação priorizando o conteúdo.


Durante três dias foram mais de 30 palestras, workshops e rodas de conversa. Quem diria, um evento de moda com mais falas do que roupas. E para os criadores de moda está tudo bem, tem que ser assim, porque mais que criar produtos eles produziram ideais.


O showroom da BEFW era um convite à autorresponsabilidade do consumidor. Com o total de 40 marcas entre moda, beleza e acessórios, foi possível conversar diretamente com os criadores, ouvir as histórias das marcas, os processos de fabricação e conhecer algumas matérias primas, como o algodão orgânico, os tecidos reciclados e os biodegradáveis.

Desfiles da Natural Cotton, Grama e Movin (Foto: Agência Fotosite)Desfiles da Natural Cotton, Grama e Movin (Foto: Agência Fotosite)

Todas as 13 marcas que participaram dos desfiles levaram mais que roupas para a passarela, mostraram juntos que ali havia uma proposta de mudança de valores. As grifes Envido, Aurora, Comas, Movin, Francesca Cordova, Natural Cotton Color, Aluf, Jouer Couture, Manuí, Nalimo, Grama, Doiselles e Vicente Perrota levaram para a passarela coleções criadas com os conceitos do slow fashion, com processos de upclycle e com matérias eco-friendly. Para quem duvida, e há quem o faça, o Brasil Eco Fashion Week mostrou que é possível unir estilo e estética à moda consciente.


No capitalismo consciente, proposto pelo indiano Rajendra Sisodia, o propósito não é apenas fazer lucro. E a pergunta principal feita às marcas é: por que seu negócio contribui para o mundo ficar melhor? Pelo visto já existem marcas de moda podendo responder positivamente.


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias de modelos do Brasil Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo Estadão – Caderno de Moda Beleza, Moda e Agencias de Modelos do Brasil Mural Fashion ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb Sweetyus O Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda Jornal O Globo Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Yasmin Brunet exibe corpão de biquíni

Yasmin Brunet (Foto: Reprodução / Instagram)Yasmin Brunet (Foto: Reprodução / Instagram)

Que corpo!  Yasmin Brunet postou uma foto no Instagram, nesta quarta-feira (06.11), em que aparece de biqu´ni e exibe a boa forma. A modelo recebeu chuva de elogios dos seus seguidores. “Deusa”, “sereia” e “divando” foram alguns.


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias de modelos do Brasil Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo Estadão – Caderno de Moda Beleza, Moda e Agencias de Modelos do Brasil Mural Fashion ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb Sweetyus O Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda Jornal O Globo moda” target=”_blank”>Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Bella Hadid curte foto de Selena Gomez. Será um atestado de paz?

Selena Gomez e Bella Hadid (Foto: Getty Images)Selena Gomez e Bella Hadid (Foto: Getty Images)

Em janeiro, quando Selena Gomez e The Weeknd foram fotografados saindo juntos,a modelo Bella Hadid, ex de Abel, parou de seguir a cantora no Instagram. Alguns meses depois, a mãe da top model contou que Bella estava profundamente chateada com Abelena. 


Mas parece que as coisas mudaram um pouco. No início desta semana, Bella curtiu uma foto de Selena no Insta, mostrando que está tudo bem entre elas. O clique em questão é do Instagram IMG models, mostrando o novo cabelo loiro da cantora e o look usado no AMA. Em tempo: Selena e The Weekend não estão mais juntos, e tudo indica que ela voltou com Justin Bieber.

Selena (Foto: Instagram/Reprodução)(Foto: Instagram/Reprodução)

 


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias de modelos do Brasil Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo Estadão – Caderno de Moda Beleza, Moda e Agencias de Modelos do Brasil Mural Fashion ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb Sweetyus O Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda Jornal O Globo moda” target=”_blank”>Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Vegetariano, vegano, crudívoro? Saiba a diferença entre eles!

Trabalho de Samira Kazan (Foto: Instagram/Reprodução)Trabalho de Samira Kazan (Foto: Instagram/Reprodução)

A cada semana parece surgir um novo tipo de regime alimentar que é tendência no Instagram. É suco verde pra lá, tapioca pra cá, tem comida sem glúten, sem lactose, vegana…não é toa que nos sentimos tão confusos com tantas nomenclaturas.


Nesse mundo de dietas com restrição de carne (ou seja, as vegetarianas), há um universo de hábitos e comidas diferentes! Há quem só se alimenente de frutas, quem não cozinhe os alimentos e até quem só coma alimentos fermentados. Descubra conosco essas novas (ou não tão novas assim) formas de comer. Uma coisa podemos garantir: dá vontade de experimentar um pouquinho de cada!

Prato de Alain Passard (Foto: Instagram/Reprodução)Prato de Alain Passard (Foto: Instagram/Reprodução)

1. Alimentação onívora baseada em vegetais
O renomado chef francês Alain Passard acredita que uma alimentação ideal é composta basicamente por verduras, legumes, frutas, leguminosas e cereais, ou seja: alimentos que vêm da terra. É a alimentação onívora baseada em vegetais. De vez em quando, um queijinho, ovos ou carnes podem estar presentes na refeição, mas não de forma abundante. Inovador, Ducasse rompe com a ideia de que a estrela do prato deve ser uma carne. Em seus restaurantes, ele tem menus inteiramente vegetarianos. Em São Paulo, o restaurante Tuju, do chef Ivan Ralston, também aderiu ao menu de vegetais.


Existe também uma conscientização entre os onívoros de valorizar mais as partes miúdas da carne, como fígado, língua, testículos, tripas. A justificativa é que, nos supermercados e açougues, há muito desperdício e muitas carnes menos valorizadas vão para o lixo. Então, além de comer pouca carne, uma solução socioambiental pode se dar preferência às carnes preteridas.

Prato vegetariano (Foto: Instagram/Reprodução)Prato vegetariano (Foto: Instagram/Reprodução)

2. Alimentação sem carne
Não existe só um tipo de dieta vegetariana. A mais comum é a ovolactovegetariana, que costuma incluir alguns alimentos de origem animal, como ovos, leite e derivados, mel e outros produtos das abelhas. Todo tipo de carne, porém, é vetado. E isso inclui peixes e frutos do mar (peixe também é carne)!


Vegetarianos comem de tudo, só não comem carnes e coisas que não parecem carne, mas são. Quer um exemplo? Gelatina! A sobremesa é o colágeno da região óssea de animais. Uma boa substituição para a gelatina é o agar-agar, espécie de alga que, quando preparada, tem uma textura gelatinosa e, além de tudo, é saudável e pouco calórica. Um prato de comida típico vegetariano pode ser muito parecido com um carnívoro, pois a única diferença é a ausência de carne. Arroz, feijão, fritas, salada e omelete, por exemplo, são um bom exemplo de prato vegetariano.


+Guia das Melhores Agencias de Modelos e Top ModelsEstá vendo o prato delícia da foto? Ele é vegano! (Foto: Instagram/Reprodução)Está vendo o prato delícia da foto? Ele é vegano! (Foto: Instagram/Reprodução)


3. Veganismo
Existe também o veganismo, conhecido também como vegetarianismo estrito. Na dieta vegana, qualquer derivado animal é proibido, até mesmo o mel de abelha! E o veganismo não é apenas uma dieta, mas um estilo de vida. Veganos não usam roupas e acessórios de couro, por exemplo, e também evitam produtos que foram testados em animais ou que, na cadeia de produção, animais foram machucados.


Hoje, mesmo pessoas que comem carne aderem a alguns hábitos de consumo veganos, principalmente quando o assunto é beleza e higiene. Cada vez mais, as marcas têm se preocupado em oferecer produtos mais éticos. É bem comum ver o selo cruelty free (livre de crueldade) em rótulos de shampoos, condicionadores e hidratantes, indicando que nenhum animal sofreu durante a fabricação daquele produto. A ONG estadunidense PETA, voltada à proteção animal, sempre divulga uma lista atualizada de marcas que realizam e também das que não realizam testes em animais.


Alguns veganos vão mais longe e não comem alimentos oriundos de agricultura convencional. A justificativa é de que os agrotóxicos matam alguns animais, assim como o maquinário agrícola, que não mata só insetos, mas também pequenos roedores. Além disso, para se fazer uma plantação de cana, por exemplo, muitas árvores e matas fechadas são desmatadas. Isso faz com que a fauna local fique sem abrigo e alimento, correndo risco de extinção. Mais um ponto para os veganos que optam por alimentos vindos de agricultura familiar, com um impacto bem menor.

Frutas e legumes (Foto: Instagram/Reprodução)Frutas e legumes (Foto: Instagram/Reprodução)

4. Crudívoros: alimentos crus ou “raw food”
Já ouviu falar em crudívoros? Eles são veganos que só comem alimentos crus. Nesse caso, eles vão além da ética e pensam também nos ganhos de saúde. Ficou confusa? A gente explica: alguns nutricionistas acreditam que comidas cruas são mais saudáveis do que as cozidas por conterem enzimas importantes para o nosso organismo. Outro argumento crudívoro é que o cozimento faz os alimentos perderem nutrientes, logo, para aproveitá-los ao máximo, deveríamos ingerir os alimentos como eles vêm ao mundo.


À essa altura, você deve estar imaginando que crudívoros só comem salada, né? Pois não é nada disso! Um exemplo de alimento crudívoro é um prato mexicano que você provavelmente adora: guacamole, feito com abacate, tomate, cebola, coentro… Hmm, deu água na boca? Então pense também em tabule, em vitaminas e smoothies cremosos,em açaí… Ufa! Sim, crudívoros também são felizes.E se você pensa que os crudívoros não comem feijão, está enganada. Eles comem grãos, sementes e castanhas germinados em forma de brotos. Entre os grãos que podem ser comidos crus e germinados estão a lentilha, o grão de bico, a chia, a linhaça, o trigo, o painço… De acordo com os crudívoros, os brotos são alimentos vivos, por isso temos mais energia quando os consumimos. Já existem até alguns restaurantes crudívoros espalhados por aí. Em São Paulo, a Casa Raw serve lasanha crua de abobrinha e até uma pizza crua, com queijos feitos de castanhas. Haja talento!


Além da germinação, os crudívoros têm outro jeito um tanto excêntrico de preparar os alimentos: a fermentação. Isso mesmo! Esse é o modo que eles encontraram de “cozinhar” os alimentos sem levá-los ao fogo, preservando e até aumentando suas propriedades nutricionais. Exemplos de alimentos fermentados são o chucrute, tradicional iguaria Alemã, e o picles, que geralmente é preparado com pepino, cenoura e nabo, mas pode incluir diversos vegetais. Esses alimentos são probióticos, ou seja, cheios de bactérias do bem que aumentam a imunidade e aprimoram a flora intestinal. E ainda são democráticos: você pode incluí-los em sua rotina mesmo não sendo vegana.

Frutas, frutas e mais frutas (Foto: Instagram/Reprodução)Frutas, frutas e mais frutas (Foto: Instagram/Reprodução)

5. Frugívoros: fruta e umas “cositas más”
Mas, como você ter percebido, sempre há alguém mais radical. Aqui, não é diferente. Entre as pessoas que comem só coisas cruas, há os frugívoros – e não, eles não se alimentam só de frutas. Esses são os frutarianos, que só se alimentam de frutas já maduras após caírem do pé.


Frugívoros comem quase tudo o que um crudívoro come, menos cereais, castanhas e leguminosas. Eles comem basicamente frutas, folhas e verduras, que são também a base da alimentação de outros primatas, como os chimpanzés. A ideia dos frugívoros é fazer uma dieta paleo, só que sem a carne.


 


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias de modelos do Brasil Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo Estadão – Caderno de Moda Beleza, Moda e Agencias de Modelos do Brasil Mural Fashion ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb Sweetyus O Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda Jornal O Globo moda” target=”_blank”>Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

William Bonner publica primeira foto com a namorada

William Bonner e Natasha (Foto: Reprodução/Instagram)William Bonner e Natasha (Foto: Reprodução/Instagram)

Willian Bonner de 54 anos, e a fisioterapeuta Natasha Dantas finalmente assumiram o romance nas redes sociais. Em julho deste ano eles foram clicados pela primeira vez e na manhã do dia 28/11, Bonner publicou uma foto com a amada em seu perfil do Instagram.


+ Ranking Oficial das Melhores Agencias de Modelos do Brasil


Na imagem, os dois aparecem com o rosto colado e com apenas metade do rosto de cada um aparecendo. “Em algum momento, alguém muito só e ferido e triste com suas muitas perdas perguntou ‘fica comigo?’, como se lesse o que os olhos do outro perguntavam. Como se pudesse existir alternativa àquilo que o Tempo havia roteirizado”, escreveu.


No último domingo, Bonner realizou uma transmissão ao vivo pela mesma rede social, sua primeira. Natasha estava sentada ao lado dele no sofá, mas preferiu não aparecer.


 


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias de modelos do Brasil Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo Estadão – Caderno de Moda Beleza, Moda e Agencias de Modelos do Brasil Mural Fashion ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb Sweetyus O Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda Jornal O Globo moda” target=”_blank”>Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Instagram: a pior rede social para a saúde mental entre os jovens?

Já é senso comum que as redes sociais podem afetar nosso humor, mas quando o assunto é o grau em que elas impactam nosso dia a dia, qual plataforma seria a “pior”? Segundo uma pesquisa feita no Reino Unido sobre a forma como certas redes sociais impactam em problemas de saúde e bem-estar como ansiedade, depressão, auto-identidade e imagem corporal, o Instagram ganha o título. Batizada de #StatusofMind, a pesquisa conversou com quase 1.500 jovens de 14 a 24 anos sobre o impacto das redes sociais nas suas vidas pessoais e públicas. O Instagram — seguido de Snapchat, Facebook e Twitter —  demonstraram ter uma influênia negativa no que diz respeito à saúde mental dos jovens, enquanto o YouTube foi a rede social com o impacto mais positivo. 


Os aplicativos baseados em imagens foram os que ranquearam pior na pesquisa, principalmente entre jovens do sexo feminino. “O Instagram faz com que jovens mulheres se comparem a versões irrealistas, filtradas e photoshopadas da realidade”, disse Matt Keracher, autor do relatório. Para Dora Sampaio Góes, psicóloga colaboradora do Grupo de Dependências Tecnológicas do Instituto de Psiquiatria do HC, o dado não surpreende. “São plataformas onde tudo é belo. Muitas garotas admiram as blogueiras de moda, que tem o corpo perfeito, roupas bonitas, vão aos lugares mais legais. O que muitas pessoas esquecem, e principalmente os jovens, é que aquela foto é um instante da vida da pessoa e não uma parte representativa de seu dia a dia”, comenta a especialista.

Instagram teria impacto negativo entre os jovens, principalmente as do sexo feminino (Foto: Freestocks)Instagram teria impacto negativo entre os jovens, principalmente as do sexo feminino (Foto: Freestocks)

Além de problemas relacionados à saúde mental como ansiedade e depressão, impactos na qualidade e tempo de sono é um dos sintomas de dependência tecnológica, segundo Dora. É o caso do Youtube, que, de acordo com a pesquisa, é uma das redes sociais que mais afeta as noites dos usuários. No entanto, a plataforma de vídeos foi a considerada pelos entrevistados como o aplicativo com impacto mais postivio em suas vidas. “O conteúdo no YouTube é menos “filtrado” e estático que no Instagram e Snapchat, ele é mais dinâmico e muitas vezes gera mais identificação”, explica Dora.


A pesquisa ainda concluiu que, enquanto o Instagram afeta negativamente a imagem do corpo, padrões de sono e criam uma sensação de “Fomo” – o “fear of missing out” ou medo de perder – o aplicativo se mostrou  positivo no quesito auto-expressão e auto-identidade para muitos dos usuários mais jovens. “Não podemos ignorar que as redes sociais são a nova forma de se comunicar, principalmente para o público que nasceu com o smartphone na mão. E existem conteúdos e pessoas interessantes ali”, diz Dora, que não acredita que banir as redes sociais completamente seja uma solução possível para o problema, seja para os jovens ou para os adultos que passam muito tempo nos aplicativos. 

Essena diz que o único motivo para ter ido à praia e tirado esta foto foi porque a marca de biquíni pagou para ela (Foto: Reprodução/Instagram)Essena O´Neill: a digital influencer que tinha mais de 700 mil seguidores deletou seu perfil e afirmou que seus posts “não eram vida real” (Reprodução Instagram)

Detox digital
Para enfrentar o problema, a Royal Society for Public Health pediu que as próprias redes sociais tomem medidas para ajudar a combater os sentimentos de inadequação e ansiedade dos usuários jovens, colocando um aviso sobre as imagens que foram manipuladas digitalmente. “Nós não estamos pedindo para essas plataformas para proibir a alteração de imagens ou filtros, mas sim para informar as pessoas quando as imagens foram alteradas para que os usuários não levem as imagens como reais”, disse Keracher. “Nós realmente queremos equipar os jovens com as ferramentas e o conhecimento para poder navegar nas plataformas de redes sociais, não apenas de forma positiva, mas de uma forma que promova a boa saúde mental”, acrescentou.


“É uma possível saída”, comenta Dora. “Mas é importante também, além de estabelecer limites para o tempo de uso dessas redes, diversificar os prazeres”. A psicóloga propõe trocar as horas passadas nas redes por outras atividades que envolvam algum tipo de convívio social, como esportes ou programas com os amigos. “Nenhuma rede consegue substituir o fato de estar com os outros de verdade”, argumenta. Os problemas clínicos mais comuns derivados do uso excessivo das redes, segundo a psicóloga, são, ironicamente, os que causam maior afastamento das interações sociais fora do mundo virtual como ansiedade, fobia social e depressão.


Para os pais que se preocupam com o uso excessivo de redes sociais pelos filhos, Dora diz que é necessário uma verificação do tipo de conteúdo que eles estão consumindo. “Apesar de existirem coisas interessantes nas redes, existem outros como a história do jogo Baleia Azul. É necessário que os pais venham se o que os filhos estão consumindo está de acordo com os valores que eles querem passar”.  Mas a real mudança de hábitos começa pelo próprio comportamento da família. “É importante ser o modelo. Vejo muitos pais proibírem os filhos de usarem os aplicativos mas ao mesmo tempo eles ficam no celular. É necessário um esforço coletivo”, finaliza.


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb SweetyusO Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Instagram: a pior rede social para a saúde mental entre os jovens?

Já é senso comum que as redes sociais podem afetar nosso humor, mas quando o assunto é o grau em que elas impactam nosso dia a dia, qual plataforma seria a “pior”? Segundo uma pesquisa feita no Reino Unido sobre a forma como certas redes sociais impactam em problemas de saúde e bem-estar como ansiedade, depressão, auto-identidade e imagem corporal, o Instagram ganha o título. Batizada de #StatusofMind, a pesquisa conversou com quase 1.500 jovens de 14 a 24 anos sobre o impacto das redes sociais nas suas vidas pessoais e públicas. O Instagram — seguido de Snapchat, Facebook e Twitter —  demonstraram ter uma influênia negativa no que diz respeito à saúde mental dos jovens, enquanto o YouTube foi a rede social com o impacto mais positivo. 


Os aplicativos baseados em imagens foram os que ranquearam pior na pesquisa, principalmente entre jovens do sexo feminino. “O Instagram faz com que jovens mulheres se comparem a versões irrealistas, filtradas e photoshopadas da realidade”, disse Matt Keracher, autor do relatório. Para Dora Sampaio Góes, psicóloga colaboradora do Grupo de Dependências Tecnológicas do Instituto de Psiquiatria do HC, o dado não surpreende. “São plataformas onde tudo é belo. Muitas garotas admiram as blogueiras de moda, que tem o corpo perfeito, roupas bonitas, vão aos lugares mais legais. O que muitas pessoas esquecem, e principalmente os jovens, é que aquela foto é um instante da vida da pessoa e não uma parte representativa de seu dia a dia”, comenta a especialista.

Instagram teria impacto negativo entre os jovens, principalmente as do sexo feminino (Foto: Freestocks)Instagram teria impacto negativo entre os jovens, principalmente as do sexo feminino (Foto: Freestocks)

Além de problemas relacionados à saúde mental como ansiedade e depressão, impactos na qualidade e tempo de sono é um dos sintomas de dependência tecnológica, segundo Dora. É o caso do Youtube, que, de acordo com a pesquisa, é uma das redes sociais que mais afeta as noites dos usuários. No entanto, a plataforma de vídeos foi a considerada pelos entrevistados como o aplicativo com impacto mais postivio em suas vidas. “O conteúdo no YouTube é menos “filtrado” e estático que no Instagram e Snapchat, ele é mais dinâmico e muitas vezes gera mais identificação”, explica Dora.


A pesquisa ainda concluiu que, enquanto o Instagram afeta negativamente a imagem do corpo, padrões de sono e criam uma sensação de “Fomo” – o “fear of missing out” ou medo de perder – o aplicativo se mostrou  positivo no quesito auto-expressão e auto-identidade para muitos dos usuários mais jovens. “Não podemos ignorar que as redes sociais são a nova forma de se comunicar, principalmente para o público que nasceu com o smartphone na mão. E existem conteúdos e pessoas interessantes ali”, diz Dora, que não acredita que banir as redes sociais completamente seja uma solução possível para o problema, seja para os jovens ou para os adultos que passam muito tempo nos aplicativos. 

Essena diz que o único motivo para ter ido à praia e tirado esta foto foi porque a marca de biquíni pagou para ela (Foto: Reprodução/Instagram)Essena O´Neill: a digital influencer que tinha mais de 700 mil seguidores deletou seu perfil e afirmou que seus posts “não eram vida real” (Reprodução Instagram)

Detox digital
Para enfrentar o problema, a Royal Society for Public Health pediu que as próprias redes sociais tomem medidas para ajudar a combater os sentimentos de inadequação e ansiedade dos usuários jovens, colocando um aviso sobre as imagens que foram manipuladas digitalmente. “Nós não estamos pedindo para essas plataformas para proibir a alteração de imagens ou filtros, mas sim para informar as pessoas quando as imagens foram alteradas para que os usuários não levem as imagens como reais”, disse Keracher. “Nós realmente queremos equipar os jovens com as ferramentas e o conhecimento para poder navegar nas plataformas de redes sociais, não apenas de forma positiva, mas de uma forma que promova a boa saúde mental”, acrescentou.


“É uma possível saída”, comenta Dora. “Mas é importante também, além de estabelecer limites para o tempo de uso dessas redes, diversificar os prazeres”. A psicóloga propõe trocar as horas passadas nas redes por outras atividades que envolvam algum tipo de convívio social, como esportes ou programas com os amigos. “Nenhuma rede consegue substituir o fato de estar com os outros de verdade”, argumenta. Os problemas clínicos mais comuns derivados do uso excessivo das redes, segundo a psicóloga, são, ironicamente, os que causam maior afastamento das interações sociais fora do mundo virtual como ansiedade, fobia social e depressão.


Para os pais que se preocupam com o uso excessivo de redes sociais pelos filhos, Dora diz que é necessário uma verificação do tipo de conteúdo que eles estão consumindo. “Apesar de existirem coisas interessantes nas redes, existem outros como a história do jogo Baleia Azul. É necessário que os pais venham se o que os filhos estão consumindo está de acordo com os valores que eles querem passar”.  Mas a real mudança de hábitos começa pelo próprio comportamento da família. “É importante ser o modelo. Vejo muitos pais proibírem os filhos de usarem os aplicativos mas ao mesmo tempo eles ficam no celular. É necessário um esforço coletivo”, finaliza.


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb SweetyusO Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Perennials: uma nova geração de mulheres

Vera Minelli (à esq..) com as filhas Gabriela Pugliesi e Marcella Minelli. Elas dividem roupas, acessórios, a turma de amigos e confidências íntimas (Foto: Autumn Sonnichsen)Vera Minelli (à esq..) com as filhas Gabriela Pugliesi e Marcella Minelli. Elas dividem roupas, acessórios, a turma de amigos e confidências íntimas (Foto: Autumn Sonnichsen)

No outono de 2013, Rosana Santos teve o estalo. Era fim de tarde e, sentada na varanda com uma taça de vinho tinto, ela forçava o olhar perdido na direção do verde da Serra da Cantareira (SP) – cena que se repetia dia sim, outro também, já havia cinco anos. Até que sentiu que não era o céu, e sim ela, que anoitecia. “Foi assim que caiu a ficha: eu não me conhecia mais, não me amava e muito menos vivia de fato”, lembra-se. Naquele dia, desviou o rosto da vista lá fora para olhar para dentro. Encarou a casa de 400 metros quadrados e a aliança de diamante no dedo. “Senti que estava presa numa gaiola de ouro.” Nove anos antes, aos 30, havia interrompido a carreira como executiva para embarcar no segundo casamento. O engenheiro bem-sucedido lhe prometera uma vida confortável, com casa longe do tumulto das grandes cidades, ajuda financeira para liberá-la do estresse do mercado corporativo e tudo do bom e do melhor aos filhos – Guilherme (hoje com 15 anos), do casamento anterior, e o bebê que planejavam juntos. Rosana vibrou. Aposentou as ambições e preencheu o tempo com aulas de ioga. Pensava: “Quem sabe não alcanço a iluminação?”.


+ Ranking Oficial das Melhores Agencias de Modelos do Brasil


O caçula Lucca, 8, veio logo. E tudo seguiu em uma toada morna e confortável até que passou a fazer efeito o autoconhecimento que a ioga promete. Veio o clique. “Repensei meu protagonismo na vida.” Hoje, aos 43 e recém-separada, Rosana está de malas prontas para uma temporada de imersão em ashtanga ioga sozinha em Tulum, no México. Quer se formar professora e começar um novo capítulo: quando voltar ao Brasil, cada filho ficará com seu respectivo pai, pelo menos até ela reestruturar a vida financeira e decidir sua rotina. “Parece coisa de menina de 20 anos botar a mochila nas costas e sair por aí. Tem muita gente que me diz isso, escandalizada”, conta. “Mas é claro que também morri de medo. Pensei tantas vezes: ‘Como vou recomeçar?’. Aí entendi: é impossível sair do zero na metade do caminho. Nunca me senti tão pronta para ser feliz.”


Rosana não está sozinha, tampouco é exceção. Ela é, na verdade, o exemplo de uma geração que impulsiona uma nova tendência de lifestyle, a ageless – ao pé da letra, “sem idade”. Neste ano, a SuperHuman, uma produtora de Londres especializada em conteúdo feminino, mensurou o que já é muito vivido na prática: mais que nunca, entre as mulheres, tornou-se obsoleto o conceito de meia-idade. Foram entrevistadas mais de 500 mulheres acima de 40 anos no Reino Unido, e os resultados mostraram que dois terços delas acreditam estar no auge da vida, enquanto 67% se sentem mais confiantes do que há dez anos e 84% acreditam que não podem ser definidas pela idade. “Ter passado dos 40, hoje, é muito diferente do que 15 anos atrás [90% das entrevistadas nos disseram que têm estilo e atitude muito mais jovens do que tinham suas mães]. Essas mulheres têm sede de experiências tanto quanto as millennials”, afirma Sandra Peat, cofundadora da SuperHuman, em entrevista.

Rosana deixou o casamento e os filhos com os pais para estudar ioga no México (Foto: Autumn Sonnichsen)Rosana deixou o casamento e os filhos com os pais para estudar ioga no México (Foto: Autumn Sonnichsen)

É essa sensação de confiança e autoconhecimento que dá o tom do comportamento dessa geração. Assim como os especialistas nomearam de millennial certas características da geração Y (nascidos entre 1982 e 2000), quem nutre um estilo de vida ageless é chamado perennial (de perene) – termo criado pela empreendedora de tecnologia Gina Pell na revista Fast Company, no fim do ano passado, e que rapidamente “pegou”: os jornais The Telegraph e El País já dedicaram páginas ao assunto. Segundo Gina, perennial é uma pessoa que cultiva um estilo de vida que harmoniza hábitos e gostos de diversas idades. Um movimento que não se baseia em noção cronológica, mas em identidade social. “E quem puxa a fila são as mulheres acima dos 40. Quando chegam a essa idade, alcançam um grau de maturidade em que a aprovação dos outros deixa de ser imprescindível. Elas ficam mais leves, mais donas de si e bancam suas escolhas, mesmo que discordem da maioria”, diz a antropóloga carioca Hilaine Yaccoub.


+ Veja as melhores agencias de modelos do Brasil


Na contramão do envelhecimento O pensamento atemporal dos perennials se reflete em seus hábitos de consumo e, claro, na aparência. É algo que vai além do guarda-roupa, da pele viçosa ou do restaurante que frequentam. Entre mulheres de 20 e de 50, também se cruzam hashtags, assuntos, profissões, jeitos de falar e formas de se relacionar. Perita nisso, a vendedora baiana Vera Minelli, 53 anos, já estava acostumada a ser confundida com as filhas bem antes de a família ganhar fama nas redes sociais. Em 2012, quando a primogênita, Gabriela Pugliesi, estourou na web, em posts sobre sua rotina fitness, Vera pegou carona. Incluiu musculação e exercícios aeróbicos na rotina, cortou o açúcar e começou a registrar seu dia a dia no Instagram (já são quase 200 mil seguidores). “Fui mãe cedo: aos 26, já tinha as três [além de Gabriela, Ornella e Marcella]. Dei a elas a melhor infância. Hoje, curto a minha fase. Vou pra balada, não quero namorar, tenho um monte de amigos – a maioria mais nova, muitos da turma da Gabi”, conta.

Renata, que só trabalha em projetos em que acredita (Foto: Autumn Sonnichsen)Renata, que só trabalha em projetos em que acredita (Foto: Autumn Sonnichsen)

A relação com as filhas é o oposto do que tinha com sua mãe, que, aos 40, parecia uma idosa aos olhos de Vera. Ela e seus “doces”, como chama as meninas, frequentam os mesmos lugares e turmas, dividem roupas e acessórios, têm rotinas parecidas e mantêm um grupo de Whats­App no qual falam de tudo – mesmo. “Às vezes, preciso pedir pra Gabriela maneirar nos detalhes íntimos: ‘Menos, Gabi, menos! Sou sua mãe’. Acho que até ela esquece disso”, ri. Vera cultiva uma alimentação restrita, malha duas horas por dia e dorme às 21h30 durante a semana. Trabalha meio período na De Goeye, marca de Fernanda de Goeye, entre 11h e 17h, e aumenta a renda com posts patrocinados e parcerias com grifes. “Quero chegar à velhice com saúde. Tudo que faço é pelo meu bem-estar.” Mesmo com sessões de laser e tratamentos corporais em dia, faz questão de não exagerar e manter na pele os sinais de expressão. “Não quero aparentar o que não sou nem esconder quantos anos tenho.”


Do escritório à economia colaborativa Uma das características mais emblemáticas da geração millennial é valorizar mais o propósito do trabalho do que a estabilidade do emprego – não raro, costumam ficar pouco tempo no mesmo lugar. Foi exatamente esse o motivo que fez a relações-públicas Renata Alamy mudar de vida. Aos 41 anos, deixou o trabalho em escritório e o marido em Belo Horizonte (os dois continuam juntos, no entanto) em troca de uma aposta incerta, mas que está trazendo muita satisfação. Mudou-se para São Paulo para organizar o crowdfunding de um projeto do empresário da noite Facundo Guerra, sabendo que tudo poderia – e ainda pode – dar errado. Trabalhar com economia colaborativa é apenas uma consequência de vida. Aos 30, depois de uma temporada de trabalho em Londres, havia acumulado capital suficiente para tirar um ano sabático. Na semana seguinte ao retorno a Minas, seu apartamento foi assaltado e levaram todo o dinheiro. “Chorei muito. Mas no dia seguinte já montei uma loja na internet. Pus à venda roupas e sapatos” – isso numa época em que os e-commerces engatinhavam.


De 400 compradores virtuais, sua cartela de clientes foi para 8 mil quando inaugurou a loja física. Mas a inexperiência com a administração do negócio a levou à falência pessoal em 2012. De novo, bateu a poeira e se levantou. Mergulhou nos estudos da nova economia, tornou-se anfitriã-referência do Airbnb – inclusive convidada a palestrar nos eventos da empresa, na Califórnia – e abriu o leque de serviços: começou a vender a expertise e o olhar atento para tendências. Quando tudo caminhava às maravilhas, com um café-coworking recém-aberto em Belo Horizonte, pintou o convite de Guerra para ajudar a angariar fundos e inaugurar um cinema no Mirante 9 de Julho, em São Paulo. O retorno financeiro só virá se o projeto virar. Ela nem titubeou. “Sinto que hoje desproblematizo a vida. Com a idade, adquiri leveza. Não tento me encaixar nas expectativas dos outros nem em padrões. Tenho um casamento livre, um trabalho em aberto. Não quero gerar filhos nem ter uma carreira hermética. Fujo das certezas da meia-­idade porque sei que, se der errado, recomeço. Tenho tempo e pique!”


A falta de interesse em se moldar às expectativas da idade é outra constante entre as
perennials. E ela vem acompanhada da falta de identificação com os clichês que a publicidade costuma explorar. Gal Barradas, CEO e sócia de uma das principais agências de publicidade do país, a BETC/Havas, e ela mesma uma perennial, explica que é essa variedade de pensamentos e perfis que faz nascer conceitos atrasados de campanhas de marketing que não conversam com espectadores ageless. “O mercado publicitário às vezes ainda se mostra inseguro para retratar perfis sem apelar para estereótipos.” Para o psicanalista Christian Dunker, professor do Instituto de Psicologia da USP e autor de Rein­venção da Intimidade (Ubu Editora, 320 págs., R$ 54), as perennials deveriam ser chamadas de agefull (cheias de idade). “Elas estão cientes da idade e reinventam a vida”, diz.

A escritora paulistana Marina Moraes (à dir.) com as filhas Manuela e Laura. Ela se separou, mudou de cidade e de profissão (Foto: Autumn Sonnichsen)A escritora paulistana Marina Moraes (à dir.) com as filhas Manuela e Laura. Ela se separou, mudou de cidade e de profissão (Foto: Autumn Sonnichsen)

Foi o que fez a escritora paulistana Marina Moraes, 57, há nove anos. Estava no terceiro casamento e trabalhava como diretora de comunicação em uma agência de publicidade, mas se sentia infeliz. Ao olhar para si mesma, percebeu que já tinha vivência, coragem e força para dar uma virada. Separou-se, pediu demissão, mudou-se para o Rio de Janeiro, voltou para São Paulo. “A sensação de ver sentido na vida é a melhor do mundo. É uma escolha sem volta pegar as rédeas da própria história.”


Hoje, faz algo inédito: está escrevendo um roteiro de cinema. Trabalha em casa, tem controle sobre os horários e reserva tempo para os amigos, alguns da geração de suas filhas, Luísa, de 29, Manuela, de 27, e Laura, de 19. Sempre que dá, publica crônicas em sua página do Facebook, a maioria autobiográfica. Em 2016, elas se tornaram um livro, Água para as Visitas (Editora Realejo, 173 págs., R$ 55). Há três anos, reencontrou o namorado da adolescência, um uruguaio que sempre viveu de forma muito livre. “Ele continua o mesmo, por isso estamos juntos”, diz. “Eu é que me encontrei. Minha experiência de vida me devolveu ao meu devido espaço, sem a necessidade de que essa constatação venha dos outros. Estou no lugar de onde nunca mais quero sair.”


 


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb SweetyusO Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  moda” target=”_blank”>Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Quando o mocinho vira vilão: selênio em excesso pode causar intoxicação

Descubra os perigos do selênio para o organismo (Foto: Thinkstock)Descubra os perigos do selênio para o organismo (Foto: Thinkstock)

Desde que começou a era fitness, um mundo de informações sobre nutrição, é constantemente descarregado nas redes sociais. Matérias e vídeos sobre diversos alimentos que devem ser evitados, alguns estimulados, consumidos sem culpas ou até mesmo alguns que deveriam ser eliminados de vez do dia a dia. É preciso ter muito cuidado com o excesso de informação e sempre procurar orientação de profissionais quando surgirem duvidas, pois até mesmo aquele alimento que comprovadamente traz inúmeros benefícios, quando consumido sem orientação, pode virar um verdadeiro vilão. Um belo mocinho candidato a vilão, se não tomarmos cuidado, é o Selênio.


+ Melhores Agencias de Modelos do Brasil


Selênio, é um mineral importantíssimo para o nosso organismo, principalmente por participar do fortalecimento do sistema imunológico. Além disso, participa da regulação de diversos hormônios, atua na fertilidade masculina, na prevenção do reumatismo e por ser um potente antioxidante, elimina os radicais livres, atuando na longevidade saudável, na proteção cardíaca e até na prevenção de câncer. Como fontes de selênio temos os ovos, frangos, farinha de trigo, arroz e queijo. Porém a principal e maior fonte de selênio que temos na natureza é a Castanha do Pará (cerca de 1000x mais que nesses outros citados). E ai da pra entender o porquê devemos tomar cuidado.


Antigamente, era muito comum diagnosticarmos em consultório, pacientes com deficiência desse mineral, pois o consumo de castanha do Pará era muito temido por ser uma semente muito calórica e atualmente seu consumo aumentou significativamente. Isso por que com o surgimento das dietas low carb, whole 30, hi fat e outras tantas utilizadas no mundo fitnnes, o consumo de castanhas é estimulado pela pouca quantidade de carboidrato presente. É evidente que quando orientado por profissionais, com base em cálculos e uma anamnese bem feita, o paciente realmente passa a usufruir dos inúmeros benefícios trazidos pelo consumo dessa castanha, porem, o problema surge com o consumo em excesso.


Tenho observado na minha pratica clinica, cada vez mais pacientes com níveis de selênio aumentado no sangue, o que dependendo do quanto esta acima, pode ser tornar toxico ao organismo trazendo inúmeros sintomas como: fraqueza muscular, irritação, unhas e cabelos frágeis e com queda acentuada, cansaço e dores articulares.


Enfim, vale nos atentarmos a todos esses sintomas que foram apresentados , pois podem estar relacionados tanto com a deficiência desse mineral como com seu excesso. Alguma vez você já dosou seus níveis de selênio? E quantas castanhas você anda comendo por dia? Quantas vezes ao dia? Muito cuidado com o excesso de informação das redes sociais. Sempre temos que lembrar da individualidade de cada organismo. O que para mim pode ser ótimo, para você pode ser toxico ou até fatal.


Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb SweetyusO Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  moda” target=”_blank”>Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

A volta do plástico na moda

Chanel (Foto: )Chanel (Foto: )

As transparências foram a grande tendência de verão que permeou as últimas passarelas das semanas de moda internacionais. Mas se a seda em suas diversas variações – organza, musseline – é o tecido mais óbvio para deixa a pele ou camadas à mostra, outro material despontou como o grande favorito: o plástico. Quem cantou a bola da tendência foi Raf Simons, que na temporada de outono 2017 da Calvin Klein desfilou vestidos e casacos em PVC e repetiu a dose em sua coleção de verão. 


+ Ranking das melhores agencias de modelos do Brasil

Plástico na passarela da Calvin Klein (Foto: Getty)Plástico na passarela da Calvin Klein (Foto: Getty)

Nesta temporada, na passarela da Chanel – de onde saem frequentemente as peças-hits que serão reproduzidas e relidas pelo fast fashion – a tendência foi além, com Karl Lagerfeld fazendo botas, chapéus, luvas, capas de chuva (outra peça queridinha para os nossos verões chuvosos) e bolsas de plástico transparente, dando um efeito glossy e molhado ao look.

A Chanel foi apenas uma das marcas a apostar no material, sem dúvida, a matéria-prima do momento (Foto: Getty Images)A Chanel foi apenas uma das marcas a apostar no material, sem dúvida, a matéria-prima do momento (Foto: Getty Images)

Do outro lado do Canal da Mancha, em Londres, a Burberry fez capas de chuva e reinterpretou seu tradicional trench coat em versões à prova d’água, em plástico com diferentes cores. A Valentino foi outra que plastificou jaquetas e incrementou bolsas de couro com PVC. 

Plástico apareceu em capas de chuva na passarela da Burberry (Foto: Getty)Plástico apareceu em capas de chuva na passarela da Burberry (Foto: Getty)

Mas enquanto as passarelas nos dão inúmeras formas e inspirações para usar o material que sem dúvidas garante um efeito visual único – a mistura com peças em tweed e seda cria um high low interessante –  a consciência sustentável de qualquer fashionista faria cara feia para o uso do plástico em roupas. Principalmente num momento em que a moda vem discutindo o impacto ecológico que a indústria causa e apostando em formas renováveis de produzir – Stella McCartney é um exemplo de luxo sustentável e Vivienne Westwood também levanta a bandeira contra o consumo exacerbado. Eles são ultrapoluentes em sua produção, não renováveis e não biodegradáveis. Um custo alto a pagar para uma tendência que tem toda a cara de ser passageira.Outro porém além da questão ambiental é o conforto: pouco maleáveis, o material ainda isola o calor. E você, usaria?

Valentino verão 2018 (Foto: Getty)Valentino verão 2018 (Foto: Getty)

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb SweetyusO Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model