Arquivo da categoria: formas

Inspire-se no long bob de 14 famosas e adote de vez o corte!

Camila Queiroz aderiu ao long bob para a sua próxima personagem (Foto: Reprodução/Instagram)Camila Queiroz aderiu ao long bob para a sua próxima personagem (Foto: Reprodução/Instagram)

O long bob, também conhecido como lob, se tornou definitivamente um dos cortes de cabelos mais usados pelas famosas. Marina Ruy Barbosa, Bruna Marquezine, Alessandra Ambrosio e, mais recentemente, Camila Queiroz, aderiram ao visual.

Ranking das Melhores Agencias de Modelos do Brasil

Para quem tem os fios longos e quer mudar sem radicalizar, o long bob é perfeito, já que tem comprimento médio. O ideal é que fique na altura da clavícula [também conhecida como osso da saboneteira] ou encostando no ombro. A parte da frente deve ser sutilmente mais longa.

Versátil, o corte combina com todos os tipos de cabelo e pode ser estilizado de diferentes formas: é possível usá-lo bem liso, com ondas suaves ou com cachos. Em relação a penteados, esse comprimento é bom porque não limita as possibilidades.

 

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb SweetyusO Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Perennials: uma nova geração de mulheres

Vera Minelli (à esq..) com as filhas Gabriela Pugliesi e Marcella Minelli. Elas dividem roupas, acessórios, a turma de amigos e confidências íntimas (Foto: Autumn Sonnichsen)Vera Minelli (à esq..) com as filhas Gabriela Pugliesi e Marcella Minelli. Elas dividem roupas, acessórios, a turma de amigos e confidências íntimas (Foto: Autumn Sonnichsen)

No outono de 2013, Rosana Santos teve o estalo. Era fim de tarde e, sentada na varanda com uma taça de vinho tinto, ela forçava o olhar perdido na direção do verde da Serra da Cantareira (SP) – cena que se repetia dia sim, outro também, já havia cinco anos. Até que sentiu que não era o céu, e sim ela, que anoitecia. “Foi assim que caiu a ficha: eu não me conhecia mais, não me amava e muito menos vivia de fato”, lembra-se. Naquele dia, desviou o rosto da vista lá fora para olhar para dentro. Encarou a casa de 400 metros quadrados e a aliança de diamante no dedo. “Senti que estava presa numa gaiola de ouro.” Nove anos antes, aos 30, havia interrompido a carreira como executiva para embarcar no segundo casamento. O engenheiro bem-sucedido lhe prometera uma vida confortável, com casa longe do tumulto das grandes cidades, ajuda financeira para liberá-la do estresse do mercado corporativo e tudo do bom e do melhor aos filhos – Guilherme (hoje com 15 anos), do casamento anterior, e o bebê que planejavam juntos. Rosana vibrou. Aposentou as ambições e preencheu o tempo com aulas de ioga. Pensava: “Quem sabe não alcanço a iluminação?”.

+ Ranking Oficial das Melhores Agencias de Modelos do Brasil

O caçula Lucca, 8, veio logo. E tudo seguiu em uma toada morna e confortável até que passou a fazer efeito o autoconhecimento que a ioga promete. Veio o clique. “Repensei meu protagonismo na vida.” Hoje, aos 43 e recém-separada, Rosana está de malas prontas para uma temporada de imersão em ashtanga ioga sozinha em Tulum, no México. Quer se formar professora e começar um novo capítulo: quando voltar ao Brasil, cada filho ficará com seu respectivo pai, pelo menos até ela reestruturar a vida financeira e decidir sua rotina. “Parece coisa de menina de 20 anos botar a mochila nas costas e sair por aí. Tem muita gente que me diz isso, escandalizada”, conta. “Mas é claro que também morri de medo. Pensei tantas vezes: ‘Como vou recomeçar?’. Aí entendi: é impossível sair do zero na metade do caminho. Nunca me senti tão pronta para ser feliz.”

Rosana não está sozinha, tampouco é exceção. Ela é, na verdade, o exemplo de uma geração que impulsiona uma nova tendência de lifestyle, a ageless – ao pé da letra, “sem idade”. Neste ano, a SuperHuman, uma produtora de Londres especializada em conteúdo feminino, mensurou o que já é muito vivido na prática: mais que nunca, entre as mulheres, tornou-se obsoleto o conceito de meia-idade. Foram entrevistadas mais de 500 mulheres acima de 40 anos no Reino Unido, e os resultados mostraram que dois terços delas acreditam estar no auge da vida, enquanto 67% se sentem mais confiantes do que há dez anos e 84% acreditam que não podem ser definidas pela idade. “Ter passado dos 40, hoje, é muito diferente do que 15 anos atrás [90% das entrevistadas nos disseram que têm estilo e atitude muito mais jovens do que tinham suas mães]. Essas mulheres têm sede de experiências tanto quanto as millennials”, afirma Sandra Peat, cofundadora da SuperHuman, em entrevista.

Rosana deixou o casamento e os filhos com os pais para estudar ioga no México (Foto: Autumn Sonnichsen)Rosana deixou o casamento e os filhos com os pais para estudar ioga no México (Foto: Autumn Sonnichsen)

É essa sensação de confiança e autoconhecimento que dá o tom do comportamento dessa geração. Assim como os especialistas nomearam de millennial certas características da geração Y (nascidos entre 1982 e 2000), quem nutre um estilo de vida ageless é chamado perennial (de perene) – termo criado pela empreendedora de tecnologia Gina Pell na revista Fast Company, no fim do ano passado, e que rapidamente “pegou”: os jornais The Telegraph e El País já dedicaram páginas ao assunto. Segundo Gina, perennial é uma pessoa que cultiva um estilo de vida que harmoniza hábitos e gostos de diversas idades. Um movimento que não se baseia em noção cronológica, mas em identidade social. “E quem puxa a fila são as mulheres acima dos 40. Quando chegam a essa idade, alcançam um grau de maturidade em que a aprovação dos outros deixa de ser imprescindível. Elas ficam mais leves, mais donas de si e bancam suas escolhas, mesmo que discordem da maioria”, diz a antropóloga carioca Hilaine Yaccoub.

+ Veja as melhores agencias de modelos do Brasil

Na contramão do envelhecimento O pensamento atemporal dos perennials se reflete em seus hábitos de consumo e, claro, na aparência. É algo que vai além do guarda-roupa, da pele viçosa ou do restaurante que frequentam. Entre mulheres de 20 e de 50, também se cruzam hashtags, assuntos, profissões, jeitos de falar e formas de se relacionar. Perita nisso, a vendedora baiana Vera Minelli, 53 anos, já estava acostumada a ser confundida com as filhas bem antes de a família ganhar fama nas redes sociais. Em 2012, quando a primogênita, Gabriela Pugliesi, estourou na web, em posts sobre sua rotina fitness, Vera pegou carona. Incluiu musculação e exercícios aeróbicos na rotina, cortou o açúcar e começou a registrar seu dia a dia no Instagram (já são quase 200 mil seguidores). “Fui mãe cedo: aos 26, já tinha as três [além de Gabriela, Ornella e Marcella]. Dei a elas a melhor infância. Hoje, curto a minha fase. Vou pra balada, não quero namorar, tenho um monte de amigos – a maioria mais nova, muitos da turma da Gabi”, conta.

Renata, que só trabalha em projetos em que acredita (Foto: Autumn Sonnichsen)Renata, que só trabalha em projetos em que acredita (Foto: Autumn Sonnichsen)

A relação com as filhas é o oposto do que tinha com sua mãe, que, aos 40, parecia uma idosa aos olhos de Vera. Ela e seus “doces”, como chama as meninas, frequentam os mesmos lugares e turmas, dividem roupas e acessórios, têm rotinas parecidas e mantêm um grupo de Whats­App no qual falam de tudo – mesmo. “Às vezes, preciso pedir pra Gabriela maneirar nos detalhes íntimos: ‘Menos, Gabi, menos! Sou sua mãe’. Acho que até ela esquece disso”, ri. Vera cultiva uma alimentação restrita, malha duas horas por dia e dorme às 21h30 durante a semana. Trabalha meio período na De Goeye, marca de Fernanda de Goeye, entre 11h e 17h, e aumenta a renda com posts patrocinados e parcerias com grifes. “Quero chegar à velhice com saúde. Tudo que faço é pelo meu bem-estar.” Mesmo com sessões de laser e tratamentos corporais em dia, faz questão de não exagerar e manter na pele os sinais de expressão. “Não quero aparentar o que não sou nem esconder quantos anos tenho.”

Do escritório à economia colaborativa Uma das características mais emblemáticas da geração millennial é valorizar mais o propósito do trabalho do que a estabilidade do emprego – não raro, costumam ficar pouco tempo no mesmo lugar. Foi exatamente esse o motivo que fez a relações-públicas Renata Alamy mudar de vida. Aos 41 anos, deixou o trabalho em escritório e o marido em Belo Horizonte (os dois continuam juntos, no entanto) em troca de uma aposta incerta, mas que está trazendo muita satisfação. Mudou-se para São Paulo para organizar o crowdfunding de um projeto do empresário da noite Facundo Guerra, sabendo que tudo poderia – e ainda pode – dar errado. Trabalhar com economia colaborativa é apenas uma consequência de vida. Aos 30, depois de uma temporada de trabalho em Londres, havia acumulado capital suficiente para tirar um ano sabático. Na semana seguinte ao retorno a Minas, seu apartamento foi assaltado e levaram todo o dinheiro. “Chorei muito. Mas no dia seguinte já montei uma loja na internet. Pus à venda roupas e sapatos” – isso numa época em que os e-commerces engatinhavam.

De 400 compradores virtuais, sua cartela de clientes foi para 8 mil quando inaugurou a loja física. Mas a inexperiência com a administração do negócio a levou à falência pessoal em 2012. De novo, bateu a poeira e se levantou. Mergulhou nos estudos da nova economia, tornou-se anfitriã-referência do Airbnb – inclusive convidada a palestrar nos eventos da empresa, na Califórnia – e abriu o leque de serviços: começou a vender a expertise e o olhar atento para tendências. Quando tudo caminhava às maravilhas, com um café-coworking recém-aberto em Belo Horizonte, pintou o convite de Guerra para ajudar a angariar fundos e inaugurar um cinema no Mirante 9 de Julho, em São Paulo. O retorno financeiro só virá se o projeto virar. Ela nem titubeou. “Sinto que hoje desproblematizo a vida. Com a idade, adquiri leveza. Não tento me encaixar nas expectativas dos outros nem em padrões. Tenho um casamento livre, um trabalho em aberto. Não quero gerar filhos nem ter uma carreira hermética. Fujo das certezas da meia-­idade porque sei que, se der errado, recomeço. Tenho tempo e pique!”

A falta de interesse em se moldar às expectativas da idade é outra constante entre as
perennials. E ela vem acompanhada da falta de identificação com os clichês que a publicidade costuma explorar. Gal Barradas, CEO e sócia de uma das principais agências de publicidade do país, a BETC/Havas, e ela mesma uma perennial, explica que é essa variedade de pensamentos e perfis que faz nascer conceitos atrasados de campanhas de marketing que não conversam com espectadores ageless. “O mercado publicitário às vezes ainda se mostra inseguro para retratar perfis sem apelar para estereótipos.” Para o psicanalista Christian Dunker, professor do Instituto de Psicologia da USP e autor de Rein­venção da Intimidade (Ubu Editora, 320 págs., R$ 54), as perennials deveriam ser chamadas de agefull (cheias de idade). “Elas estão cientes da idade e reinventam a vida”, diz.

A escritora paulistana Marina Moraes (à dir.) com as filhas Manuela e Laura. Ela se separou, mudou de cidade e de profissão (Foto: Autumn Sonnichsen)A escritora paulistana Marina Moraes (à dir.) com as filhas Manuela e Laura. Ela se separou, mudou de cidade e de profissão (Foto: Autumn Sonnichsen)

Foi o que fez a escritora paulistana Marina Moraes, 57, há nove anos. Estava no terceiro casamento e trabalhava como diretora de comunicação em uma agência de publicidade, mas se sentia infeliz. Ao olhar para si mesma, percebeu que já tinha vivência, coragem e força para dar uma virada. Separou-se, pediu demissão, mudou-se para o Rio de Janeiro, voltou para São Paulo. “A sensação de ver sentido na vida é a melhor do mundo. É uma escolha sem volta pegar as rédeas da própria história.”

Hoje, faz algo inédito: está escrevendo um roteiro de cinema. Trabalha em casa, tem controle sobre os horários e reserva tempo para os amigos, alguns da geração de suas filhas, Luísa, de 29, Manuela, de 27, e Laura, de 19. Sempre que dá, publica crônicas em sua página do Facebook, a maioria autobiográfica. Em 2016, elas se tornaram um livro, Água para as Visitas (Editora Realejo, 173 págs., R$ 55). Há três anos, reencontrou o namorado da adolescência, um uruguaio que sempre viveu de forma muito livre. “Ele continua o mesmo, por isso estamos juntos”, diz. “Eu é que me encontrei. Minha experiência de vida me devolveu ao meu devido espaço, sem a necessidade de que essa constatação venha dos outros. Estou no lugar de onde nunca mais quero sair.”

 

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb SweetyusO Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Rosa millennial: o tom da vez está na moda, na decoração e no design

Ucha usa casaco Dener vintage e sandálias Prada (Foto: )Ucha usa casaco Dener vintage e sandálias Prada 

As outras cores que me perdoem, mas o rosa é fundamental. Campeão no ranking de tons de 2017, o millennial pink está na moda, na decoração e no design. Fui investigar sua origem e descobri que tudo aconteceu a partir do Greenery, tom verde folha eleito a cor do ano pela Pantone (empresa que pesquisa tendências sobre cores que os mercados de moda, beleza e lifestyle vão adotar). Depois de ser o escolhido para 2017, a expectativa era que o Rose Quartz, vencedor de 2016, saísse de cena. Mas, para surpresa geral, ocorreu o contrário: o rosa ficou onipresente, principalmente entre a turma da geração millennium, aquela que nasceu entre a X e a Y – daí seu apelido, rosa millennial. “O ‘culto’ à cor surgiu há muitos anos: saiu dos blushes da beleza, foi para a moda e o lifestyle. Ela também está presente nas nossas memórias infantis, dos tempos dos milkshakes e pâtisserie. Agora, amadureceu. Emancipou-se e se tornou mais sofisticada”, diz Lili Tedde, braço direito da pesquisadora de tendências holandesa Li Edelkoort. Outro fator que impulsionou sua chegada aos holofotes foi a quebra de padrões de gênero. Aos poucos, deixou de ser “coisa de menina”. E isso também vale para o cinema. O cenário do filme O Grande Hotel Budapeste (2013), de Wes Anderson, parecia prever seu sucesso. Já na decoração, passou a ser explorado de duas formas. Minimal, em itens como poltronas, ou ousado, usado na sala inteira. A onda foi tão forte que restaurantes como o Pietro Nolita, em Nova York, e La Pâtisserie de Rêves, em Paris, fizeram o mesmo, cobrindo-se do tom de cima a baixo. Nas passarelas, o rosa dominou por inteiro looks femininos e masculinos. No dia a dia, uma forma simples de inserir o tom é usá-lo em uma peça ou acessório. Outra ideia é apostar em produções monocromáticas, feitas com sobreposições de peças rosa e, assim, aderir à tendência sem nenhum receio.

O SHOW DA VALENTINO COUTURE; A COLEÇAO DE NINA RICCI; NAS TRANSPARÊNCIAS DA VALENTINO; O ROSA NO SHOW DE GIAMBATTISTA VALLI (Foto: )1. O SHOW DA VALENTINO COUTURE; 2. A COLEÇAO DE NINA RICCI; 3. NAS TRANSPARÊNCIAS DA VALENTINO; 4. O ROSA NO SHOW DE GIAMBATTISTA VALLI 1. BOLSA GUCCI; 2. CÂMERA FUJIFILM; 3. ESMALTE ROSA; 4. MARCANDO O MOBILIÁRIO; 5. MAIÔ DA GRIFE PRIVATE PARTY; 6. TÊNIS DE CHRISTIAN LOUBOUTIN; 7. BATEDEIRA KITCHENAID (Foto: )1. BOLSA GUCCI; 2. CÂMERA FUJIFILM; 3. ESMALTE ROSA; 4. MARCANDO O MOBILIÁRIO; 5. MAIÔ DA GRIFE PRIVATE PARTY; 6. TÊNIS DE CHRISTIAN LOUBOUTIN; 7. BATEDEIRA KITCHENAID (Foto: )LOOK DA DESIGNER FLAVIA ARANHA; A DUQUESA DE CAMBRIDGE; O TOM PELAS RUAS DE NOVA YORK (Foto: )1. LOOK DA DESIGNER FLAVIA ARANHA; 2. A DUQUESA DE CAMBRIDGE; 3. O TOM PELAS RUAS DE NOVA YORK COLORINDO MÓVEIS RETRÔ; NOS CABELOS; NO DECÓR (Foto: )1. COLORINDO MÓVEIS RETRÔ; 2. NOS CABELOS; 3. NO DECÓR NO SENTIDO HORÁRIO: O TOM PELAS RUAS DE NOVA YORK; O PINK NA DECORAÇÃO; A DOCERIA PÂTISSERIE DE RÊVES, EM PARIS; O CENÁRIO DE WES ANDERSON (Foto: )1. O TOM PELAS RUAS DE NOVA YORK; 2. O PINK NA DECORAÇÃO; 3. O CENÁRIO DE WES ANDERSON; 4. A DOCERIA PÂTISSERIE DE RÊVES, EM PARIS

 

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb SweetyusO Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Spotify lança máquina do tempo que te leva diretamente para a adolescência

Britney Spears (Foto: Reprodução)

Que o Spotify é uma das melhores plataformas inventadas nos últimos tempos a gente já sabe. Mas nesta quinta-feira (28), eles lançaram um serviço incrível chamado “Máquina do Tempo” — ferramenta capaz de fazer uma playlist com os hits que você possivelmente ouviu na sua adolescência.

Para descobrir como ficaria a sua é só acessar o link e colocar o login e senha do serviço. A plataforma, então, promete reunir 30 faixas nostálgicas da sua adolescência e início dos vinte anos.

Franz Ferdinand, Arctic Monkeys, Strokes, Charlie Brown Jr. e Pitty, Britney Spears são algumas das ~relíquias~ que você pode encontrar no app. Demais! O que você achou da sua playlist?

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb Sweetyus O Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

5 formas de usar maquiagem colorida nos olhos de acordo com as semanas de moda internacionais

As cores prometem dominar a maquiagem do verão 2018! Foi o que as tendências de beleza nas semanas de moda de Nova York e Londres apontaram. E se antes o colorido era mais usado nos lábios, agora passa a ser destaque nos olhos. Cores como azul, verde e laranja coloriram o olhar das Modelos. A seguir, listamos algumas maneiras de usar.

O delineador laranja apareceu no desfile de Delpozo na semana de moda de Nova York (Foto: Imaxtree)

1. DELINEADOR COLORIDO O traço de delineador é um clássico na maquiagem e fica bem para todas! Nesta primavera-verão, deixe o preto de lado e aposte em cores vibrantes como o laranja, que apareceu no desfile de Delpozo na Semana de Moda de Nova York. O resultado é um make supercool!

Tons pastel no desfile de Zang Toi (Foto: Imaxtree)

2. TONS PASTEL Os tons pastel estão em alta não só na moda, mas também na beleza. No desfile de Zang Toi na semana de moda de Nova York o azul e o verde pastel foram usados na pálpebra móvel das modelos, criando um visual superdelicado.

À esquerda: makes do desfile da House of Holland na semana de moda de Londres/ À direita: make do desfile de Tracy Reese em Nova York (Foto: Imaxtree)

3. COLORIDO INTENSO Se você gosta de ousar e se destacar com a maquiagem, use uma sombra colorida intensa em toda na pálbebra e até além. No desfile da House of Holland na semana de moda de Londres e na apresentadação de Tracy Reese em Nova York a cor usada foi o azul.

Da esquerda para direita: maquiagem do desfile da Brock Collection, Cynthia Rowley e Tadashi Shoji (Foto: Imaxtree)

4. ESFUMADO DE CORES Se você quer usar cor, mas acha a sombra intensa muito ousada, uma boa opção é esfumar o produto para que ele fique mais sutil na pálpebra. O vermelho, o laranja e o azul foram a escolha para a apresentação da Brock Collection, Cynthia Rowley e Tadashio Shojui, respectivamente, na NYFW. Nos três desfiles o produto foi aplicado tanto na pálpebra, quanto embaixo dos olhos.

Na maquiagem do desfile da Emporio Armani foi usada sombra verde com brilho embaixo dos olhos (Foto: Imaxtree)

5. COLORIDO + TOM NEUTRO Para quem quer começar o colorido aos poucos a melhor opção é mistura com um tom neutro, como o preto. No desfile da Emporio Armani na semana de moda de Londres foi usada sombra preta esfumada e uma verde com brilho somente embaixo dos olhos.

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb Sweetyus O Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Tendência: 6 looks de beleza para se inspirar

A última temporada do NYFW mostrou as peças que estarão nas araras na primavera de 2018 do hemisfério norte – mas a beleza escolhida pelos estilistas para as passarelas também chamou atenção. Fora do convencional, os looks abusaram da criatividade e são uma boa ideia para quem procura novas formas de atualizar a maquiagem e o cabelo.

Olho gatinho 2.0: ponta arredondada ou abaixo dos olhos (Foto: ImaxTree/ Divulgação)Olho gatinho 2.0: ponta arredondada ou abaixo dos olhos (Foto: ImaxTree/ Divulgação)

1 – Olho gatinho 2.0: ponta arredondada ou abaixo dos olhos
Dois formatos chamaram atenção nessa temporada. Primeiro a ponta grossa do delineador de Tom Ford e Jason Wu. Ambos apostaram em uma versão gráfica para o clássico formato de gatinho. Jill Stuart também inovou, mas com um gatinho invertido, que ao invés de puxar da pálpebra de cima, apareceu vindo da linha inferior dos olhos. O resultado foram belezas com uma pegada mais rock’n’roll.

Sereismo: sombra azul em alta (Foto: ImaxTree/ Divulgação)Sereismo: sombra azul em alta (Foto: ImaxTree/ Divulgação)

2 – Sereismo: sombra azul em alta
A beleza dos desfiles de Philipp Plein e Tadashi Shoji seguiu a tendência dos anos 90, que está também cada vez mais presente na moda. Os estilistas apostaram na sombra azul, mas em duas versões. Philipp Plein, sempre irreverente, marcou bem toda a pálpebra superior. Já Tadashi Shoji escolheu um azul mais suave e em degradê, com delineado ao redor dos olhos, que combina com os vestidos fluidos e de festa do estilista. 

Duas cores de delineador (Foto: ImaxTree/ Divulgação)Duas cores de delineador (Foto: ImaxTree/ Divulgação)

3 – Duas cores de delineador
A beleza de Oscar De La Renta se adequou à pegada jovem da coleção. O look ficou mais divertido com a aplicação de um delineador colorido bem sutil na lateral dos olhos. Uma pitada de cor pode ser o que falta para modernizar o visual.

Rabo lateral (Foto: ImaxTree/ Divulgação)Rabo lateral (Foto: ImaxTree/ Divulgação)

4 – Rabo lateral
A estreia de Shayne Oliver como diretor criativo de Helmut Lang trouxe uma visão renovada dos códigos da marca. O rabo de cavalo baixo já era uma aposta da grife em outras temporadas, mas esse ano ele apareceu na lateral do rosto. Assimétrico e sem frizz, o cabelo deu um ar contemporâneo ao desfile.

 Iluminador colorido (Foto: ImaxTree/ Divulgação) Iluminador colorido (Foto: ImaxTree/ Divulgação)

5 – Iluminador colorido
Nem só de prata ou dourado é feito um iluminador. Rihanna acaba de lançar os produtos de beleza que ela desenvolveu para a Fenty e as cores variam desde o bronze ao lilás. Na passarela de Fenty X Puma, as modelos usaram o iluminador para contornar o rosto.

Batom só no lábio inferior (Foto: ImaxTree/ Divulgação)Batom só no lábio inferior (Foto: ImaxTree/ Divulgação)

6 – Batom só no lábio inferior
O desfile da Concept Korea é uma oportunidade para designers coreanos apresentarem seus trabalhos no NYFW. O mix de tecidos cool das peças pedia também um look diferente do usual, o que resultou na aplicação do batom apenas na parte inferior dos lábios. Será que essa moda pega?

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de Moda AnuarioTI Governo ID Porto Alegre Fashionlines Balenciaga Pebblebeb Sweetyus O Povo Hubblo Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Stephanie Ribeiro: Nicholle Kobi ilustra as mulheres negras no auge de sua elegância

As empoderadas e lindas mulheres negras de Nicholle Kobi (Foto: Reprodução Instagram)

Você já ouviu falar de Nicholle Kobi? Talvez não, mas provavelmente já deve ter ouvido falar do estilo da mulher parisiense, existe inclusive um livro, guia trend, que te ensina a ter o estilo de uma, e também existe uma série de filmes, imagens, publicidades que reafirmam o padrão dessa mulher de Paris como alguém, além de muito elegante, sempre branca. Tanto que quando pensamos em Paris, não imaginamos que essa cidade tenha uma comunidade forte de africanos e de seus descendentes que são, nada menos que parisienses negros, e que eles sofrem uma invisibilidade dentro do seu próprio país.

Nicholle Kobi: a ilustradora francesa reproduz a elegância das mulheres negras de seu país (Foto: Martin Lagardère)

Nicholle Kobi é uma ilustradora negra e francesa, descendente de africanos que, por meio de sua arte, tenta dar luz não só às mulheres negras vivendo plenamente, se divertindo e sempre muito elegantes, como também para a hipocrisia do entendimento que negros franceses não são franceses de verdade” – hipocrisia essa que faz Nicholle estampar revistas no continente africano e nos EUA, mas não tem a mesma força em sua própria terra. Mas nada inibe seu trabalho tão gracioso, que representa diversas mulheres negras em sua pluralidade e, claro, com um toque fashionista – pois não deixam de ser ilustrações de moda. Então, se você não conhece as ilustrações de Nicholle Kobi, se put together pois selecionei algumas publicadas em seu Instagram que mostram porquê o trabalho dela é incrível, merece ser conhecido mundo afora por representar a elegância e a diversidade de mulheres negras:

1- Não há dúvidas que para Kobi de que nós, mulheres negras, somos muito elegantes:

Nicholle Kobi: suas mulheres negras são superelegantes (Foto: Reprodução Instagram)

2- E isso inclui as épocas quentes:

Nicholle Kobi: lindas inclusive no verão (Foto: Reprodução Instagram)

3- E claro as frias:

Nicholle Kobi: inverno de pura elegância (Foto: Reprodução Instagram)

4 – Nicholle Kobi sempre nos lembra que nossa elegância está em compartilhar momentos com nossas amigas:

Nicholle Kobi: elegante é compartilhar momentos com as amigas (Foto: Reprodução Instagram)

5 – E que temos idades, cores, formas diferentes, mas continuamos arrasando:

Nicholle Kobi: não importa a idade, continuamos lindíssimas (Foto: Reprodução Instagram)

6 – E que mesmo sozinhas podemos arrasar:

Nicholle Kobi: quem precisa estar acompanhada para se sentir máximo? (Foto: Reprodução Instagram)

7 – Já que é importante passar um tempo cuidando de si:

Nicholle Kobi: as delícias de um dia de beleza (Foto: Reprodução Instagram)

8 – Mas também é bom compartilhar cuidado:

Nicholle Kobi: as delícias de cuidar do outro (Foto: Reprodução Instagram)

9 – E se o namoro der frutos, mesmo levando às crias para a escola não perdemos a elegância:

10 – Para Nicholle não há limites, afinal, nós, mulheres negras, somos ótimas inspirações:

Nicholle Kobi: mulheres negras são sempre inspiradoras (Foto: Reprodução Instagram)

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Modelo da Victoria’s Secret posta selfie e impressiona pela magreza

Kelly Gale mostra a barriga negativa (Foto: Reprodução/Instagram)Kelly Gale mostra a barriga negativa (Foto: Reprodução/Instagram)

Além de angel, Kelly Gale, modelo de 22 anos é musa fitness. No seu perfil do Instagram, a bela posta frequentemente seus treinos e dieta fitness. Recentemente, Kelly postou selfie na academia mostrando a cintura superfina e barriga seca e impressionou pelas formas um tanto enxutas. 

Kelly já afirmou no passado que malha de 2 a 3 horas por dia e sua rotina de treinos inclui nada menos que yoga, corrida, boxe e power walking. Nascida e criada na Suécia, Kelly é filha de mãe indiana e pai australiano e começou a carreira cedo, aos 13 anos de idade. 

Kelly Gale no desfile da Victoria's Secret (Foto: Getty Images)Kelly Gale no desfile da Victoria’s Secret (Foto: Getty Images)

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models UOL Estilo G1 Moda  Folha S.Paulo Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Travesti na novela das 9, Silvero Pereira se sente bem como homem ou mulher

Silvero Pereira fala sobre Nonato de A Força do Querer e as questões LGBT (Foto: Globo/Maurício Fidalgo)Silvero Pereira fala sobre Nonato de A Força do Querer e as questões LGBT (Foto: Globo/Maurício Fidalgo)

Silvero Pereira se define como uma pessoa que não gosta de se “encaixotar”. Livre de preconceitos e firme em suas opiniões, ele não deixa que ninguém o coloque para baixo. “Ser chamado de ‘viado’ e ‘traveco’ para mim é motivo de orgulho”, diz ele em entrevsita. Cearense de Mombaça, uma cidade de 50 mil habitantes, o ator de 35 anos – filho de operário e mãe lavadeira – é casado há nove com um dramaturgo, mas teve várias namoradas na adolescência.  

Foi pensando em defender atores transexuais e travestis que Pereira montou a companhia teatral AsTravestidas. Defensor dos direitos da comunidade LGBT, ele acredita que é preciso lutar por leis que defendam a todos: “Se não, vamos acabar revelando que o Brasil se finge democrático e libertário, mas é assassino e violento.”

Como tem sido a repercussão de seu personagem na novela?
SILVERO PEREIRA Faço teatro há 18 anos. Construí uma trajetória artística e política muito importante. Há 15 anos, me dedico às questões LGBT, de travestis, transexuais e transformistas, e  ganhei notoriedade, mas, claro, tudo isso está muito longe do que uma novela das 9 consegue proporcionar. Não consigo mensurar o tamanho disso tudo. Estou em cartaz em São Paulo com a peça “Brtrans“, e, outro dia, andando pela Avenida Paulista, pela primeira vez as pessoas me abordam para falar sobre o Nonato, meu personagem na novela. Nas redes sociais, tenho um Instagram bem ativo e, às vezes, entro ao vivo. Quando isso acontece, sempre aparece uma pessoa que decide me agredir. Reajo politicamente.

O que chama de reagir politicamente?
PEREIRA – Quando tentam me chamar de “viadão”, “traveco”, palavras que podem ser consideradas depreciativas e insultos, eu rebato dizendo que, para mim, elas são motivo de orgulho, adjetivos bem positivos. Esse tipo de atitude faz com que eu acabe levantando essa bandeira para outras pessoas que, no dia a dia, são agredidas e até espancadas. Costumo dizer: “Respondam [às agressões] e se sintam orgulhosas pelo que são”. É muito fácil julgar uma travesti que está na esquina se prostituindo. Mas qual a história dela? Precisamos nos aprofundar nessas questões, sair da superficialidade para entender o que ela sofreu desde criança. Ela está na rua tentando sobreviver.

Leandra Leal e Silvero Pereira na Parada do Orgulho LGBT, neste domingo (18) (Foto: Reprodução Instagram)Leandra Leal e Silvero Pereira na Parada do Orgulho LGBT, neste domingo (18) (Foto: Reprodução Instagram)

Quando decidiu ser ator?
PEREIRA – Minha irmã Cristiana e eu costumávamos brincar de show de calouros. Desde pequeno, gostava de me fantasiar. Trancado no banheiro, me sentia seguro para me expor, pois, sozinho, podia brincar com minhas fantasias. Alguns amigos na infância, principalmente as meninas,  compreendiam minha inclinação para as artes e participavam das minhas invenções. Mas só fui saber o que era teatro quando me mudei para Fortaleza, aos 17 anos. Quando assisti a primeira peça de teatro, descobri o que queria fazer na vida.

Silvero vive a travesti Elis Miranda em A Força do Querer (Foto: Fábio Rocha/TV Globo)Silvero vive a travesti Elis Miranda em A Força do Querer (Foto: Fábio Rocha/TV Globo)

Quando você contou à sua família que era homossexual?
PEREIRA –
Esse sempre foi um assunto difícil de falar com minha família, mas, de maneira natural, eles compreenderam que não podiam exigir de mim questões heteronormativas. Não podiam exigir namoradas, casamento, filhos, algo que eles tentaram  durante minha adolescência. Depois que me reconheci de fato, não permiti que ninguém interferisse em minha construção. 

Você se relacionou com meninas?
PEREIRA – Durante toda a minha adolescência, todas as minha relações foram com meninas. Primeiro namorei meninas; depois, passei a me relacionar com garotos. Foi um processo natural. Não gosto de me encaixotar na obrigação de me definir homossexual, bissexual. Gosto muito mais da liberdade de ser, do que da obrigação de definir. Essa é uma frase que tenho usado sempre. Hoje, aos 35 anos, sou feliz com minha identidade. Não me privo dos meus desejos, sejam eles por homens ou por mulheres. Permito que esses desejos aconteçam e, se tiver que ser por homem ou por mulher, que seja bem bonito para mim.

Como os travestis eram tratados em sua cidade natal?
PEREIRA – uma história muito perturbadora da minha infância: Há uma travesti em minha cidade, que mora lá até hoje, chamada Barbosinha. Sempre me disseram que ela tinha uma doença e eu não deveria me aproximar. Era uma espécie de lenda urbana que dizia que a gente não podia ter contato com a Barbosinha. Quando saí da minha cidade, eu era transfóbico. Fui obrigado a não gostar de Barbosinha, a pensar que ela era quase um bicho.  Mas, apesar de eu não ter compreensão sobre sexualidade e identidade de gênero, sentia interesse por esses temas, mesmo sem saber ainda me encaixar. Foi no teatro que compreendi que as pessoas tinham me feito pensar tudo errado.

Você sofreu preconceito no início de sua carreira?
PEREIRA – Sim, por fazer trabalhos para travestis. A classe artística começou a dizer que eu não era era ator, que deveria virar transformista e seguir os passos de minhas colegas nas boates. Mas enfrentei tudo e hoje digo: “Vocês estavam errados”. Hoje, há travestis que trabalham como  funcionárias públicas, são casadas, respeitadas. Claro que ainda existem muitas que são marginalizadas, mas o cenário é bem diferente de quando eu era mais jovem.

Por que você montou a companhia de teatro As Travestidas?
PEREIRA – Estamos num movimento muito bonito rumo à representatividade nas artes cênicas e me considero alguém que, de fato, contribuiu para esse movimento. Há 15 anos, no Ceará, acompanhei muitas amigas artistas largarem o teatro para trabalhar apenas em boates. A construção do meu grupo foi uma luta política, de resistência, para que as meninas voltassem ao  teatro. No grupo, temos três transexuais graduadas em artes cênicas. Somos em 12 integrantes e tem de tudo: hétero, homo, bi,  fluido de gênero, travesti, transexual e transformista.

O que falta para o seu grupo se multiplicar?
PEREIRA – Políticas públicas em defesa das questões LGBT. A área artística está à frente de outros setores. É preciso que as pessoas reconheçam que o Brasil é o país onde se mata mais travesti e trans no mundo. Não há políticas em defesa dessa comunidade. O Brasil se finge democrático e libertário, mas é assassino e violento.

Na TV, você prefere se ver como Elis ou Nonato?
PEREIRA – Me sinto tão feliz de barba quanto de cabelo comprido e usando vestido. O masculino é uma coisa que me interessa, me excita e me deixa feliz. Mas o feminino é algo que me comove, mexe comigo. Me sinto feliz das duas formas. Até uns 30 anos, me sentia confuso sobre a masculinidade, a feminilidade, mas agora transito normalmente. O teatro foi minha terapia e me ajudou intensamente a resolver essas questões.

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Informações sobre agencias de modelos Moda no Estadao Folha de S.Paulo Portal G1 SPFW Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Veja Fashion Agencia de Modelos e Top Models Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL BRASIL, LEQUIPE AGENCE, Way Model

Fit outono-inverno 2017

A galeria Luciana Brito em SP recebeu a equipe da Fit pra fotografar a coleção de outono-inverno 2017. Tudo a ver, já que a marca é bem envolvida com o universo da arte e a sua cliente curte um clima cult, né? Mas a inspiração pras novas peças em si vem do universo esportivo! Recortes que lembram quadras, telinha tipo raquete de tênis e peças com pegada de performance se misturam a outras que exploram feminilidade, com babado e pontos de brilho. Outra referência são as cores e formas das obras de Alexander Calder. No fim, mais do que o esporte, o clima é casual fino – confira mais na galeria, é só clicar na foto!